Páginas

domingo, 30 de março de 2008

PERGUNTAS E RESPOSTAS...



Durante o primeiro ano do antigo Colegial, Dna Nair, sua professora de português, passou aos seus alunos uma longa lista de frases reflexivas, para que cada um escolhesse o assunto sobre o qual gostaria de escrever.
#
Mariana tinha só quinze anos, mas de vez em quando ficava imaginando o por que das coisas serem como elas são e então, ela escolheu a frase:
#
“Por que as coisas são, da maneira que elas são.”
#
Todos os alunos deveriam escrever sobre o tema escolhido, seria sua lição de casa e aquela noite, ela escreveu em forma de estória, todas as perguntas que para ela, ainda estavam sem resposta.
#
Ela sabia que muitas delas dificilmente respondidas de forma plausível, outras seriam respondidas com clareza, outras com certa dificuldade, mas outras, ficariam literalmente sem resposta.
#
Quando Mariana terminou de escrever seu trabalho de casa, ela estava com medo de não o ter feito de acordo com o que Dna Nair havia solicitado, porque pelo tema que ela havia escolhido, ela deveria ter respostas em seu texto, mas tudo que ela tinha, eram muitas perguntas.
#
No dia seguinte, ao entrarem em classe, a primeira coisa que a professora fez foi recolher todos os trabalhos, pois ela os levaria para casa para corrigir e os traria no dia seguinte, para entrega-los aos alunos.
#
Na aula do próximo dia, para espanto de Mariana, Dna Nair a chamou para ler seu texto, para que todos pudessem ouvir.
#
Ela entregou o trabalho de Mariana em suas mãos, deixou-a em frente à classe e foi sentar-se no fundo da sala, junto com um dos alunos e de lá ordenou que ela começasse a ler.
#
Todo mundo ficou em silencio absoluto e ela começou a leitura de sua estória, cujo título que era "Por quê?".
#
Tendo a classe toda com sua atenção voltada para ela, Mariana acanhada começou a ler.
#
Quando somos pequenos, bombardeamos as cabeças de nossos pais como uma infindável lista de “por quês” e não só as deles, mas de nossos parentes, amigos e professores e eu me lembro que quando eu era bem pequenininha, ao ver uma vaso cheio de Rosas sobre a mesa, fiz uma das primeiras perguntas à minha mãe.
#
Mãe, por que as Rosas são vermelhas?
#
Depois desta pergunta, muitas outras se viriam...
#
Pai, por que uma aranha tem uma teia e não uma casa?
#
Mãe, por que eu não posso brincar com sua caixa de costuras?
#
Pai, porque a grama é verde e o céu é azul?
#
No primeiro dia de aula, na minha primeira escola, eu perguntei à professora, por que eu tinha que aprender ler?
#
O tempo foi passando e foi ficando cada vez mais difícil de se obter respostas que me convencessem e mais e mais eu procurava respostas para tudo que me rodeava.
#
Mãe, porque eu não posso usar batom para ir à escola?
#
Um pouco adiante, me lembro de ter perguntado ao meu pai:
#
Pai, por que eu não posso ficar fora de casa depois das 22 horas, se todas as minhas amigas podem?
#
Mais tarde, nervosa, fiz outra pergunta à minha mãe:

Mãe, por que você me odeia tanto?
#
Você me proíbe de fazer tudo aquilo que eu quero!
#
O tempo foi passando, eu fui crescendo e as perguntas foram se sucedendo como tinha que ser...
#
Pai, por que será que os meninos não gostam de mim?
#
Porque eu tenho que ser tão magrinha e ainda por cima, usar óculos?
#
Por que é que eu tenho que fazer 16 anos?
#
Mãe, por que eu tenho que me formar na escola?
#
Pai, por que eu tenho que crescer?
#
Mãe, por que eu tenho que partir?
#
Longe de casa, estudando em outra cidade, vivendo em uma republica, escrevia à minha mãe perguntando...
#
Mãe, por que você não escreve ou liga com mais frequência?
#
Por que eu sinto tantas saudades, dos meus amigos que ficaram?
#
Pai, por que você não vem me ver mais vezes?
#
Por que será que eu te amo tanto assim?
#
Sua menininha esta crescendo rápido pai, não se perca de mim!
#
Mãe, por que será que eu tenho tanta dificuldade em fazer novos amigos por aqui, eu não entendo mãe, por que algumas pessoas gostam do azul, outras do rosa enquanto muitos, preferem juntas, todas as cores do arco iris?
#
Pai, por que eu sinto tantas saudades de nossa casa?
#
Pai, por que será que quando aquele garoto novo me olha nos olhos, meu coração bate mais rápido e por que será que minhas pernas começam a tremer quando ouço sua voz?
#
Mãe, por que estar apaixonada parece ser o melhor sentimento deste mundo?
#
Pai, por que você não gosta da ideia de ser chamado de vovô?
#
Mãe, por que os pequenos e frágeis dedinhos do meu bebe seguram os meus com firmeza?
#
Pai, porque meu filho tem que crescer tão depressa?
#
Mãe, por que um dia ele tem que partir?
#
Pai, por que chegou minha vez de ser chamada de avó?
#
Mamãe e papai, por que vocês tiveram que me deixar?
#
Eu ainda preciso tanto de vocês!
#
A vida seguiu seu caminho e as perguntas continuaram a ocupar um espaço enorme em meu coração, mas era tempo de fazê-las ao vento, que só resmunga e não responde a ninguém...
#
Por que a juventude escorreu tão rápido por entre meus dedos?
#
Por que minha pele, que antes tinha o frescor e maciez da pele de um pêssego, agora mais se parece com uma folha desidratada e seca ao sol?
#
Por que agora, meu rosto mesmo cansado e enrugado, ainda oferece sempre, em qualquer circunstancia, um sorriso bondoso e carinhoso, tanto para os amigos, quanto para os estranhos?
#
Por que depois de tantos anos, tiveram meus cabelos, que ficar grisalhos e brilhar como prata?
#
Por que de repente eles ficaram totalmente brancos, quanto flocos de algodão?
#
Por que será que quando me inclino para colher uma flor, minhas costas doem e minhas mãos tremem ao tentar alcança-la?
#
Por que depois ter haver feito perguntas por toda a vida, após ter recebido respostas a algumas e a outras não, eis que é chegada a hora de fazer a pergunta final?
#
Por que será Deus, que só agora, deitada nesta cama, sem forças para me levantar, olhando o vaso de Rosas na mesinha ao lado de minha cabeceira, eu me lembro de você e pergunto meu pai, por que as Rosas são vermelhas?
#
Terminada a leitura, com a classe inteira ainda em silêncio, Mariana fechou seu trabalho, ainda com medo de não haver escrito aquilo que sua professora havia sugerido, ao levantar seus olhos, encontrando com os olhos de Dna Nair, que ainda estava sentada na ultima carteira ao lado de outro aluno, ela pode ver uma lágrima solitária rolar lentamente pela face comovida de sua professora.
#
Foi então, que Mariana percebeu, que a vida nem sempre é baseada nas respostas que recebemos às nossas perguntas, mas também, nas perguntas que fazemos durante ela e principalmente a quem as fazemos...
#
#
Texto: José Araújo
#
Fotografia: Karen Origoshi

25 comentários:

zeze disse...

GOSTEI MUITO.. COMO SEMPRE, ABORDA TEMAS E ASSUNTOS SUPER INTERESSANTES..
CONTINUE ASSIM..
BJSSS..

ALAIR disse...

Perdi a conta dos meus porquês,

muitos deles só tiveram respostas

com o passar dos anos,outros de

tão tolos se perderam no

esquecimento... E pensando sobre

o tema, percebo que tudo deu

muito certo quando, meus pôrques

foram divididos com pessoas que

realmente se impotavam!

Um domingo de muita luz pra você. Beijo!

Eliane disse...

Tantas são essas perguntas nesse nosso decorrer de vida que geramos quase sempre ás respostas as mesmas, interressante...quando pequenina, com uma bolinha de borracha na mão, atirada contra a parede me pergunta sempe.." Sera que em Marte ha vida? Meu filho, hoje com 14 anos sempre indaga..o agra existe? e logo responde..Naõ acabou de passar..e por ai vai. Adorei teu texto, parabéns. Boa Semana a ti.

Beijo

Eduardo Santos disse...

Caro Jose, quantas e quantas perguntas nos ficam sem respostas nesta vida e esquecemos da existencia de quem pode responde-las todas a nós meu amigo!
A primeira coisa que deveriamos fazer é lembrar de perguntar à pessoa certa, mas parace que de alguma forma só compreendemos isto quando chega a hora de partir deste mundo.
Mais um espetáculo de texto que nos leva a refletir sobre nós e nossa eterna mania de querer encontrar respostas nos lugares menos prováveis...

Abração de seu fã e amigo sincero Jose!

Nadja disse...

Essa crônica foi em minha homenagem? rsrsr. Quantos por quês ja te fiz até hj? A vida é assim, uma série de respostas que passamos anos atrás delas. Vc descreveu muito bem a nossa tragetória, em cada pergunta uma etapa do nosso amadurecimento, um enigma a ser desvendado e a reação daquela professora foi igual a que tive quando acabei de ler esse texto, um filme em minha cabeça. Lindo, emocionante demais meu escritor amado. Beijos de sua amirmã

Douglas disse...

José... o que posso dizer te ti e suas palavras???
Não sei amigo, talvez posso lhe dizer o quanto te admiro? Acho que seria pouco... você meu amigo traz Luz e Alegrias para nossos olhos e coração. Só tenho que agradece-lo muito por existir! Grande beijo nesse coração lindo e maravilhos que tem!!!

Gloria Meirelles disse...

José meu querido, nem sei como começar meu comentário, é dificil ler seu texto e não me emocionar!
Parace que enquanto eu lia eu era Dna Nair, sentada lá no fundo da sala ao lado de um de seus alunos, ouvindo a Mariana ler seu trabalho e a cada pergunta que ela fazia em seu texto, meu coração se lembrava de ter me feito fazer muitas vezes perguntas iguais!
Lindo meu amigo querido!
Voce realmente escreve com o coração e às vezes eu até me pergunto, como pode alguem escrever com o coração?
Voce á a resposta querido!
Obrigada por mais este texto iluminado como voce!
Beijos Jose!
Deus te conserve assim!

Oswaldo R. Meirelles disse...

CAro José, de tanto a minha companheira me falar a seu respeito e a respeito de seus textos, eu resolvi ler alguns e logo no primeiro voce ganhou minha atenção!
Durante minha uma vida inteira como profissional da área médica, muitas vezes me deparando com as fatalidades da vida, me perguntei por que as coisas são, como elas são!
Tua criatividade é espantosa!
Voce consegue colocar em palavras coisas que a gente gostaria de ter dito mas não sabiamos como.
Neste texto voce narrou de uma forma resumida a complexidade e a grandiosidade da vida!
Parabéns José e saibas que agradeço à Gloria ter insistido em que eu conhecesse teu trabalho!
Abração meu caro!
Voce é sem duvida muito especial!

Rosana disse...

OLÁ JOSÉ..
APESAR DE EU SER A POUCO TEMPO SUA AMIGA, JA SOU SUA FÃ..RSRS
ADORO E LEIO SEMPRE QUE DÁ TUDO OQ VC ESCREVE..
PARABÉNS.....
OBRIGADA POR VC SER MEU AMIGO!!
GDE BEIJO...

Marciel disse...

É meu amigo josé, não sou muito diferente das pessoas...quantos por quês ainda tenho dentro de mim...q não tenho respostas!!!
Mas teu texto me leva a refletir q tenho q deixar de me preocupar em recebe-las...e sim viver...porque o tempo não para p/ me responder...e assim vai tenho q seguir...

Parabéns pelo texto, ótimo!!!

Abração Marciel Szerwinsk.

Mimaris Miranda Guedes disse...

Adorei oque li ,vc com sua sensibilidade,inteligencia e sua força de vontade ,só poderia escrever maravilhas como estas.DEUS te proteja sempre.BJS,sua grande amiga,Mimaris. 01/04/2008 15:31

Portella Jr. disse...

Quantas vezes todos nós fizemos, fazemos e ainda vamos fazer é algo impossivel de se prever, mas é certo que para nós seres humanos, a sede de conhecimentos nos leva sempre a questionar sobre tudo e os por ques começam na infancia se arrasatam pelas nossas vidas quando ainda crianças, pela adoelescencia, pela idade adulta, até que um dia a gente aprenda a quem devemos dirigir nossas perguntas. Só mesmo nosso criador sabe todas as respostas aos por ques de nossas vidas. A personagem Mariana, aos 15 anos, era uma adolescente visionária, ela com sua timidez e votade de descobrir muitas respostas, sem saber criou uma retrospectiva de uma vida e nela, descobriu ainda jovem o por que precisamos saber a quem fazemos nossas perguntas. Um texto maravilhoso, tocante, que eleva nosso espirito já cansado de perguntar tantos por ques e acabamos compreendendo que só Deus sabe de tudo.
Parabens Jose Araujo!
Voce como poucos dá seu recado de uma forma que encanta e nos faz pensar, nos faz refletir, no por que Deus coloca nas mãos de um homem como voce um dom tão especial!
Abração e fique na paz!

Clóvis D. Nascimento disse...

Quem masi teria tanta sensibilidade para escrever um conto sobre os por ques de nossas vidas?
Quem além de voce seria capaz de simular num texto uma retrospectiva da vida de muitos de nós?
Sem duvida nenhuma Araujo, voce é um escritor nato, um alguem que transpira e emoções e comove muitos corações, exatamente como o meu se encontra ao terminar de ler teu conto.
Quando Deus dá asas a alguem, é porque ele sabe que este alguem precisa voar, que precisa alcançar o ponto mais alto do firmamento, para que possa em suas mãos tocar.
Uma boa tarde para ti Jose!
Nunca deixe de ser como é, porque este mundo precisa certamente de pessoas como voce, que ainda acreditam que ele um dia pode se tornar, um lugar melhor para se viver!
Tenho lido no anonimato muito de teu trabalho e todos eles sempre acrescentaram algo de bom à minha vida e por isto, do fundo de meu coração meu muito obrigado!
Saudações de seu fã que até então era anonimo, mas daqui por diante quero ser mesmo é ser seu mais novo amigo!

Elisa Ninisa disse...

José,as vezes me ponho a pensar como Deus é bom e de uma infinita sabedoria.Como Ele colocou uma pessoa tão sensível como vc em meu caminho, que oportunidades estou tendo de conhecer as suas obras, as histórias e textos, vc é bom demais, por favor não pare de escrever e nem de perguntar porque? Pois muitas vezes na vida é que os porques fazem a diferença de nossa existência. Continue meu amigo, não pare e se um dia vc descobrir como responder a todos porques me conte. Muito bom como sempre. Comentar o'que escreve para mim é honroso e muito gratificante, pois só tem coisas boas. Um grande abraço

Adilson disse...

SOBRE A REFLEXÃO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS DOS POR QUES EU PERCEBI
QUE NÓS VIVEMOS NUM MUNDO MUITO
MATERIALISTA QUE ESQUECEMOS DE DEUS. SÓMENTE NOS MOMENTOS DE ANGUSTIA E PROBLEMAS QUE PERCEBEMOS
QUE TEMOS ALGUEM QUE NOS AMA E ESTÁ
SEMPRE PRONTO PARA NOS AJUDAR POIS MAIS DIFÍCIL SITUAÇÃO QUE NOS ENCONTRAMOS.DEUS NOS AMA TANTO E NÃO NOS QUESTIONA ELE NOS DEIXA LIVRE PARA AMAR, CABE A NÓS ESCOLHER O CAMINHO CERTO A SEGUIR E PROCURAR A SERMOS MAIS CRISTÃOS E IRMÃOS DOS NOSSOS SEMELHANTES
SEJAM ELES QUEM FOR. DEUS É AMOR, É O CAMINHO, VERDADE E VIDA.
ADOREI SUA MENSAGEM MEU QUERIDO
E GOSTARIA DE SABER SE VOCE JÁ LANÇOU O LIVRO, POR FAVOR ME DE
DE PRESENTE, POIS GOSTO MUITO DE LER.
BJOSSSSS.EM SEU CORAÇÃO.!!!

Mada disse...

Que coisa linda José!
Fiquei emocionada, me fez lembrar meu livro preferido "O pequeno príncipe" que tb gosta muito de fazer perguntas.
Em nossa caminhada evolutiva nos deparamos com muitas situações que sempre nos perguntamos "Porque?"
mesmo que em nosso íntimo saibamos as respostas, perguntamos talvez na esperança que alguém nos traga uma resposta diferente que venha alentar nossos corações.
Obrigada meu querido amigo por ser esta pessoa iluminada que vem nos trazer msgs tão maravilhosas através de suas crônicas repletas de inteligência e sensibilidade.
Receba um grande abraço com toda minha sincera admiração.
Amo você ..Beijos

Mada disse...

PORQUE SERÁ QUE EU GOSTO TANTO DE VC????

BEIJOS

Lucia Galleno Scarpin disse...

Ler seu conto foi como se eu estivesse lendo meu diario a muito perdido, foi como se eu tivesse recuperado uma infinidade de sensações a muito extintas em meu coração!
Voce talvez não saiba, mas sei de muitas pessoas que detestavam ler e hoje o fazem com prazer quando voce publica seus contos e crônicas semanais. É uma benção saber que num país como o nosso onde não se faz nenhum tipo de incentivo à leitura,existe ainda um ser como voce, um autor que escreve de forma simples, sem nada de complexidade para atrapalhar a assimilação daquilo que voce quer transmitir, um autor que consegue com toda a sua humildade conquistar os coração de todos aqueles que tem a chance de conhecer tua obras.
Eu pessoalmente tinha preguiça de ler desde muito pequena, mas agraças à magia de seus contos e crônicas, hoje não passo um dia sem ler algum trexo de um bom livro.
Parabéns por ser um encantador de corações e um escritor nato, que não precisa de artificios para chegar aos nossos corações!
Beijos querido, amo voce!

Nilton Fortaleza disse...

A vida é uma sequencia infindável de perguntas e respostas a cabe a cada um de nós recebe-las e interpreta-las da melhor maneira que pudermos, afinal, cada individuo encara uma pergunta ou uma resposta de uma maneira muito pessoal.
Perguntar é sinal de que se esta vivo e receber respostas é um direito que todos temos, mas certamente só o tempo e a propria vida irão nos dar conhecimento suficiente para discernir etre o certo e o errado.
Um texto mais do que interessante, pois esta na hora de todos nós prestarmos muito mais atenção tanto nas perguntas, quanto nas respostas!
Meus parabens grande Jose!
Abração do seu amigo,

Ps:
Jose Araujo, voce era o que faltava nos Blogs do Google, pois ler seus textos é uma verdadeira terapia emocional meu amigo!

Ne disse...

....eu só tenho um porque a dizer: Porque justamente naquele dia em que resolvi descer naquela estação do metro, ao subir a escada rolante dou de cara com voce sem ao menos saber o porque nós dois nos encontramos ali naquele instante tão rapido e foi tudo como uma camera lenta, voce passando sério com aquela camisa preta de listras brancas, calça jeans, indo para nem sei qual direção e eu fiquei ali parada sem saber o que fazer, e me perguntando, será que to vendo isso mesmo....mais porque?...rsrsrs....Realmente a vida tem tantos "porques" onde muitos são inexplicaveis, mais não por acasos...tudo tem o seu porque!!!!!!....bjus Amigo...porque será que eu gosto tanto de você????????.....rsrsrs

Anônimo disse...

José meu amigo esse negócio de "por que?" é uma coisa de louco ou dos sábios sei lá, assim como deixamos nossos pais na berlinda por força da natureza, que é a curiosidade, vem nossos lindos filhos, sobrinho, etc, e fazem a mesma coisa que nós fizemos um dia e não é q como disse fazemos até hoje!!..., e é aí q a coisa esquenta, como responder de acordo e tentar amenizar a interrogação que está plantada naquela cabecinha cheia de dúvidas e fantasias??? Logo vem á mente vou tentar responder e seja o que Deus quiser, rsrsrs...
Nosso único consolo é saber q para eles nós somos um poço de sabedoria e poder, que engano coitadinhos se soubessem quantas dúvidas nós também temos... eles pensam que sabemos de tudo um pouco, somos seus super heróis, oh meu Deus santa ingenuidade que nos elevam e nos deixam orgulhos de tentar amenizar com o pouco que sabemos as pendegas e os monstros imaginários, o interesse deles pela vida é muito gratificante, pensando bem, depois do furacão: quero saber, quero aprender, acabamos que por tabela também a descobrir novos horizontes é muito interessante isso, ensinando também aprendemos.
Digo a vc que somos eternos aprendizes, doido daquele que não aproveitar as oportunidades.
Parabéns meu querido, já estou viciada nos seus contos, espero com ansiedade a próxima publicação, rsrsrs...beijos

Anônimo disse...

A correria é tanta q esqueci de me identificar.

Grande abraço de sua amiga Rose Cruz.

Wilson Almeida Duarte disse...

É impossivel começar a ler teus contos e não querer devorar cada palavra! Voce tem o dom de fazer com que a gente queira a cada sentença descobrir o que vem na outra, é como um encanto, uma magia, algo que nos envolve de um jeito que quando acordamos para a vida real, fora de sua estoria, nem acreditamos que chegamos ao final e que final! Voce é muito bom nisto rapaz! Perguntas e respostas retrata as vidas de muitas pessoas desde o inicio até o fim! Voce tem o dom de emocionar Jose! Acredite nele e publique um livro com seus melhores contos e crônicas, voce nasceu para isto e eu da minha parte, só posso agradecer por ter te encontrado por ai! Um beijão meu querido, já faz tempo que não tenho o prazer de te abraçar, mas não esqueço jamais de suas palavras que tanto me ajudaram a superar a fase mais dificil da minha vida! Amo voce cara! De coração! Valeu por mais este conto sensacional!

vera pariz disse...

OI MEU AMIGO,PORQUE VC É TÃO ESPECIAL?SABE,ME FEZ LEMBRAR DE TODOS OS PORQUES EM QUE EU QUERIA UMA RESPOSTA NA HR.E DEPOIS A GENTE CASA ,E VEM OS FILHOS COM OS PORQUES?ERA DIFÍCIL QDO NÃO SE TINHA UMA RESPOSTA PRA DAR NA HR E TINHA QUE MUITAS VEZES PENSAR NO QUE IRIA RESPONDER POR QUE A MESMA PERGUNTA VIRIA NOVAMENTE E EU TERIA QUE TER UMA RESPOSTA.E QTAS VEZES ME PEGO QUESTIONANDO O PORQUE DISSO E DAQUILO?É MUITAS RESPOSTAS VEM COM O PASSAR DO TEMPO.
AGORA VOU RESPONDER QUE VC É TAÕ ESPECIAL PORQUE DEUS TE FEZ ASSIM...
BJUS...NO SEU CORAÇÃO....DEUS TE ABENÇOA SEMPRE....

magelabazzi disse...

Ola neu caro amigo JOSÉ,

Se eu tivese q responder..
Por que depois ter haver feito perguntas por toda a vida, após ter recebido respostas a algumas e a outras não, eis que é chegada a hora de fazer a pergunta final?

Eu responderia...
porque a vida e um siclo, onde jamais teremos um fim...
Onde sua protagonista fala o siguinte...

Por que será Deus, que só agora, deitada nesta cama, sem forças para me levantar, olhando o vaso de Rosas na mesinha ao lado de minha cabeceira, eu me lembro de voce e pergunto meu pai, por que as Rosas são vermelhas?

POR QUE voltamos sempre a nosso principio...

fiz uma das primeiras pergutas à minha mãe
Mãe, por que as Rosas são vermelhas?

ABRAÇOS E UM BEIJO EM SEU CORAÇÃO,
FICA COM DEUS, DE ESTA AMIGA Q TE ADMIRA MUITO
BESITOS
MAGELA