Páginas

domingo, 8 de junho de 2008

MONÓLOGO DE UMA CELEBRIDADE...



Olááááááá!!!!!!
#
Tudo bem com você?
#
Lembra-se de mim?
#
Sou a maior celebridade entre a raça humana! Não tenho sexo, posso ser aquela ou aquele. Posso ser quem eu quiser!
#
Desconheço a palavra justiça! Posso mutilar, sem matar. Despedaço corações e destruo vidas. Acabo com cargos e faço empregos serem perdidos injustamente. Sou astuciosa, ardilosa, maliciosa e quanto mais velha eu me torno, mais forças eu ganho. Quanto mais atenções dedicam a mim, mais credibilidade eu ganho entre as pessoas em qualquer lugar que eu esteja.
#
Sou muito versátil, floresço em todos os níveis da sociedade, não preciso de ambientes especiais para ser cultivada. Minhas vitimas não tem como escapar da minha crueldade. Tentar me rastrear é impossível, quanto mais tentam, mais eu me esquivo. Não tenho e nem quero ter amizade com ninguém. Quando eu mancho uma reputação, ela jamais será a mesma. Derrubo governos, acabo com casamentos, separo grandes amigos, provoco a discórdia entre as pessoas.
#
Arruíno carreiras, causo noites de insônia, dores de cabeça, tonturas, mal estares, ataques do coração e o melhor de tudo: Provoco suicídios em pessoas que nunca pensaram nesta hipótese. Espalho as suspeitas e provoco sofrimentos. Faço pessoas inocentes encharcarem seus travesseiros com lágrimas de dor.
#
Sou tão eficaz que até mesmo quando se pronuncia meu nome, soa como o chocalho de uma cascavel.
#
Eu sou poderosa, ardilosa, imbatível! Sou capaz de produzir grandes manchetes capazes de encher primeiras páginas, assim como notas inesperadas nas colunas fúnebres dos jornais.
#
Lembrou agora de mim?
#
Como não?
#
Todos me conhecem!
#
Se alguém neste mundo não foi meu aliado, certamente já sofreu as consequências de minha existência.
#
Ainda está difícil?
#
Se insiste em não lembrar, vou refrescar sua memória:
#
Meu nome é F-O-F-Ó-C-A!
#
Deixei claro agora?
#
Eu tenho vários sobrenomes, mas todo mundo me conhece e uma grande parte da humanidade tende a preferir acreditar em mim a numa tal de Dna. Verdade! Posso usar qualquer um de meus sobrenomes para fazer o que eu quiser com as pessoas, principalmente, se tiver sua ajuda ou de um de seus amigos. Posso me chamar Fofóca de Escritório, Fofóca de Telefone, Fofóca do MSN, Fofóca de Orkut, Fofóca de Sala de Bate Papo, Fofóca de Rua, Fofoca de Bar, Fofoca de Banheiro, Fofoca de Refeitório, Fofoca de Igreja, Fofoca de Escola, enfim, a lista de minhas opções de sobrenomes é infinita, mas qualquer que seja a minha escolha para causar o mal, se você estiver ao meu lado, seremos invencíveis, podemos dominar o mundo e juntos, podemos causar danos irreversíveis nas vidas das pessoas.
#
É absurdo o quanto se fala de mutantes ultimamente, mas eu sou a única e a original, tudo que apareceu depois de mim é falso, aliás, até mais falso do que eu! Afinal, minha gama de mutações é incontável e meus poderes são insuperáveis, posso desaparecer aqui e aparecer lá, posso tomar a forma que eu quiser, posso ser adulto, posso ser adolescente, posso ter qualquer idade, mas eu vou muito além disto! Lanço as chamas do ódio, só usando palavras, faço sangrar corações com minhas laminas invisíveis, transformo a vida das pessoas num inferno.
#
Bom, depois de tudo que eu disse, depois de deixar bem claro quem eu sou e do que sou capaz, acho que nunca mais vai esquecer meu nome não é mesmo?
#
Eu não deveria lhe dizer isto, pois posso estar pondo em risco a minha posição, minha própria reputação como a maior de todas as celebridades, mas só desta vez, e para nunca mais repetir, eu vou dizer:
#
Lembre-se, antes de repetir uma estória, pergunte a você mesmo se o que vai dizer é mesmo verdade. Se realmente é preciso ou necessário, repetir o que você ouviu de outras pessoas, todo arrogante e confiante em si mesmo, achando que sabe da verdade, baseado no que os outros lhe disseram, afirmando que você sempre tem quem te mantêm informado sobre a vida e o comportamento alheio, seja no trabalho ou em qualquer outro lugar. O que podem estar lhe dizendo, pode ser mais uma de minhas ardilosas criações e a qualquer momento, você poderá estar cometendo uma injustiça imensa, da qual jamais se perdoará e carregando este remorso pelo resto de sua vida.
#
Lembre-se de que o mal uma vez feito, muitas vezes não pode ser reparado.
#
Não queira carregar na consciência uma vida destruída, um coração partido, uma injustiça cometida, só porque você resolveu por algum motivo, acreditar em mim.
#
Se não tiver certeza do que vai dizer, cale-se, pois há um velho ditado que diz com muita sabedoria, que GRANDES MENTES discutem idéias, MENTES MEDIANAS discutem eventos, mas MENTES BAIXAS, discutem pessoas, ou melhor, dizendo, DESTROEM PESSOAS!
#
Nossa!
#
Que monólogo eu fiz!
#
Você não abriu a boca para dizer nada!
#
Desta vez eu quase entreguei meus segredos de bandeja!
#
Nem acredito que eu disse tudo isto!
#
Mas não vem ao caso, não importa, isto não me afeta!
#
Eu não tenho escrúpulos e nunca vou mudar, principalmente se você me der uma mãozinha de vez em quando, e para isto, eu conto com você!
#
Não precisa muito, não requer esforço, nem habilidade, é só relaxar, não usar a mente para ponderar e deixar a língua solta!
#
Basta uma palavra sua, para me manter viva e me tornar sempre, uma CELEBRIDADE!
#
Mas por falar em mente...
#
E a sua mente?
#
Em qual delas se encaixa?
#
A decisão é sua, mas pense bem, comigo você será um grande sucesso, até mesmo uma grande celebridade como eu, nem que seja para aparecer em manchete criminal, abrangendo uma pagina inteira, da coluna policial!
#
#
Autor: José Araújo
#
Fotografo: José Araújo 
Foto: FUXICO - (Acervo particular 2005)

14 comentários:

Bruno disse...

oi papai eu achei sua história interessante pelo fato de falar da fofoca e mostrar que ela é muito ruim e é capaz de destruir a vida de muitas pessoas. beijos,beijos e mais beijos e até daqui apouco

Nara Maria disse...

JOSÉ, MEU GRANDE AMIGO E ILUSTRE ESCRITOR, MAIS UMA VEZ VC CONSEGUE, DE MANEIRA BRILHANTE ABORDAR UM TEMA QUE DESTRÓI MUITAS VIDAS, EMPREGOS, RELACIONAMENTOS...
DEPOIS DA LEITURA DE "MONÓLOGO DE UMA CELEBRIDADE..." SENTI-ME INSTIGADA A PARAR E REFLETIR PARA VER SE ESSA CELEBRIDADE NÃO ANDA ATRAPALHANDO A MINHA VIDA E DE PESSOAS DO MEU CONVÍVIO.
PARABÉNS, AMIGO!!

Alvaro Garcia disse...

Quem mais senão você para abordar um assunto picante como este? Picante sim meu amigo, porque muitas vezes esta tal Celebridade nos dá ferroadas que doem mais do que picadas de abelhas e marimbomdos! Temo que escolher a qual tipo pertence a nossa mente, mas muitos nem sabem disto, falam sem pensar e quando percebem, não há retorno, é só sofrimento...
Parabens José!
Abração deste teu amigo e leitor que te admira demais cara!

Diana disse...

José, esse texto é a mais pura verdade já escrita e comentada de uma forma q só vc mesmo, meu amigo. Vc não imagina como já sofri por causa dessa bendita fofoca... quantas lágrimas ja derramei por causa da lingua e da mente de pessoas q deixam ela agir de maneira tão brutal...
esse texto deveria ser colocado na coluna de um jornal de grande circulação em todo o país, em todo o mundo, p q as pessoas q lessem se conscientisassem do mal q ela provoca na vida do ser humano.
Parabéns! cada dia q passa tenho mais orgulho de ser sua amiga e por poder ter tido a oportunidade de te conhecer. Um beijo no seu coração de anjo c meu carinho de sempre!

Gloria Meirelles disse...

Meu querido José, "Monólogo de uma Celebridade..." é certamente mais uma de suas obras primas da literatura nacional! Quanta gente neste mundo se deixa levar por esta fulana para não dizer outra coisa! Pessoas de todas as idades, de todas as raças, crenças e cadas sociais são afetadas por esta infame que existe desde os primórdios da humanidade. Você e só você poderia descreve-la com tanta sabedoria e colocar sua qualidades aqui expostas de uma forma que todos aqueles que tiverem a chance de ler este texto, praticando ou não a fofóca, parem para refletir mais profundamente sobre esta desgraça da humanidade!
Lindo meu amigo! Só um escritor com seu gabarito poderia escrever um texto tão perfeito assim! Parabéns meu amigo e escritor favorito!
Beijos de sua fã e amiga sincera, Gloria Meirelles.

Oswaldo Meirelles disse...

Mesquinharia, maldade, inveja, falta de capacidade intelectual e mental são apenas alguns dos atributos daqueles que "ajudam" esta "celebridade" a se manter no topo da lista dos mais comentados ao redor do mundo!
Feliz daquele que tem um José Araújo como amigo e que pode ter a chance de ler uma obra como esta, verdadeira, real e apavorante no que toca à descrição desta personagem que de ficticia, não tem nada, pois ela esta sempre, muito mais próxima de nós, do que podemos imaginar!
Perfeito grande amigo!
Não poderia esperar nada diferente vindo de você!
Abraços do amigo,
Oswaldo Meirelles

Flavio Militello disse...

Espantoso! Como você tem o poder de descrever seus personagens com tantos detalhes que nos fazem visualiza-los em ação, mesmo esta tal "Celebridade" que infelizmente todos nós conhecemos de um jeito, ou de outro! Fantástica esta tua capacidade de fazer o leitor refletir, descobrindo que pode ir muito além daquilo que se vê!
Parabéns meu amigo imortal!
Que sua semana seja 10!
Beijão meu escritor predileto!

Douglas disse...

Boa noite meu querido AMIGO! Mais uma vez parabéns por suas palavras, e abordar esse tema que atrapalha a vida de todos não é nada fácil...só de pensar que existem pessoas assim perto de nós, que só querem atrapalhar e estragar tudo é lastimável!!! E essas pessoas ainda se sentem o queridinho (a) da América. Bom, enfim... tento manter o máximo de distância dessas pessoas. Grande beijo em seu coração meu lindo AMIGO! Você é ESPECIAL!

Adilson disse...

BOA NOITE MEU QUERIDO AMIGO.!
ACHEI ESSE MONÓLOGO DE UMA CELEBRIDADE EXCELENTE, PORQUE
ELE NOS MOSTRA A REALIDADE DO
MUNDO EM QUE VIVEMOS O NOSSO
DIA A DIA. NÓS CONVIVEMOS COM
ESSE TIPO DE PESSOAS QUE GOSTAM
DE FAZER UMA FOFÓCA ELA É MUITO
RUIM E ALÉM DISSO É CAPAZ DE
DESTRUIR MUITAS VIDAS,E NO
ENTANTO NÓS DEVÍAMOS VIVER NUM
MUNDO ONDE A PALAVRA "AMOR"
PREDOMINASSE EM TODOS OS SENTIDOS
ONDE O MUNDO PODERIA SER BEM MELHOR
E NÃO HAVERIA TANTAS GUERRAS E VIOLENCIAS COMO EXISTEM NESSE
MUNDO EM QUE VIVEMOS.

Nadja disse...

Amigo, vc me fez lembrar daquela brincadeira "telefone sem fio", onde vc conta algo que vai sendo passado de orelha à orelha e quanto chega ao final a mensagem está totalmente deturpada.
A fofofa acaba com amizades quando ela não é verdadeira, apesar de cruel, maldosa, ardilosa, ela se propaga quando encontra adubo, solo fértil e infelizmente estamos rodeados de grandes plantações. Eu penso que quando há sentimentos verdadeiros, seja amor ou amizade, existe o diálogo, a troca de experiencia, com o tempo nos tornamos testemunhas do passado de um ser querido e nesse solo, a Celebridade jamais será aplaudida, nunca terá audidência. Infelizmente já vivi isso de perto e aquele alicerce que foi mal edificado, rompeu com uma simples chuva de verão.
Lindo, perfeito e audacioso, esse é o seu texto, parabéns meu maninho, vc sempre me surpreende, ainda.

Anônimo disse...

Somos tão perseguidos por essa pequena palavra, não é mesmo??? Quando e como ela se torna tão grande??? Quando não confiamos, também quando insistimos em dar créditos, votos de confiança a quem não merece e o principal quando não amos verdadeiramente, não tendo certeza das coisas de sua vida sempre estaremos sujeitos a tudo e a todos, senão quando menos esperamos... bummmm!!!! Já era. Do q essa é palavrinha é capaz todos nós já sabemos o que precisamos mesmo é ter convicção dos nossos ideais e discernimento para não sermos influenciados nem por ela ou por qualquer outro alguém.
Fique longe desta celebridade hein, porque ela pode querer distribuir autógrafos e dela tenho certeza q não queremos nadica de nada.rsrsrs...

Como sempre vc arrasou meu autor preferido.

Rose Cruz

mdb disse...

Adorei Jose, mas quando disse que separa amigos eu pensei: xô some daqui.rsrsrs
È verdade quanta desgraça essa coisa já nos atingiu e quantas destruições conseguiu parece um rastilho de pólvora, quando começa vai que vai destruindo tudo.
Ela entra mesmo em tudo qué é lugar, mas somente para patrocinar o mal,o bem deve ser su inimigo em potencial.Quando estar por perto temos que fazer de: sudo, mudo e cego para ela não achar alimento. Aí vai saindo de fininho.
Ela tem uma aliada muito forte chamada língua. Meu avô dizia, que a língua é o chicote do corpo e é a maior verdade. Sizia rambém, boca fechada não entra môsca.
Em fim quero distância desta palavra trissílaba bem longe de mim.
Jose nem posso escrever muito do comentário, exige pouca conversa pois se não...rsrsrs
Querido simplesmente adorei. Você cada dia se supera meu amdo escritor favorito.Beijos.
Marilene Dias.

Eu penso eu existo disse...

As pessoas mas esperimentam um prazer indescritivel ao passar adiente uma má noticia, principalmente se esta ma noticia não sevir para nada a não ser para chocar as outras pessoas ou causar alguma reação negativa do proximo.
Sem falar na forma como é contada cheia de floreios, arranjos, e aumentos só para fermentar ainda mais o mau feito otimo texto parabens e um bjo neste coração lindo.

vera pariz disse...

BOA TARDE AMIGO.ESSA DA FOFOCA FOI MESMO DEMAIS.TD ISSO ACONTECE.É O PIOR VENENO PRA DESTRUIÇÃO.E ENVENA A ALMA.NOSSA AMIGO,E TD QUE SE VAI DIZER TEM QUE CUIDAR PRA NÃO SER DITO EM TOM DE FOFOCA.A MANEIRA COMO É DITO.HUM ESSA TAL DA FOFOCA.VC ARRASOU MEU AMIGO.BJUS NO SEU CORAÇÃO...DEUS TE ILUMINA E ABENÇOA SEMPRE...